Compare Listings

Conheça Peruíbe, a encantadora cidade do Litoral Sul

  • segunda, 02/Nov/2015
  • Blog
  • 0

PeruíbeA cidade de Peruíbe completou seus 50 anos no último dia 18. O município está situado no litoral sul do estado de São Paulo e é porta de entrada para um das mais ricas e importantes reservas naturais do mundo: a Estação Ecológica Juréia-Itatins, um dos últimos vestígios de Mata Atlântica do Brasil.

Além disso, Peruíbe possui um vasto acervo histórico e cultural, por ter sido um dos berços da colonização do Brasil. No Sítio Arqueológico do Abarebebê, se encontram as ruínas de uma das primeiras igrejas do país, construída por missionários portugueses, e utilizada para catequizar os nativos e também para praticarem seus credos.

Peruíbe também abriga diversas aldeias e etnias indígenas em seu território, propício por possuir grandes extensões rurais e florestais. Essas tribos também ajudam a contar a história do Brasil e de nossa cultura, com seus hábitos e costumes que foram preservados durante séculos, de incalculável riqueza.

Ecologia
A Estação Ecológica Juréia-Itatins é a maior reserva de floresta nativa de Mata Atlântica do Brasil, que já perdeu cerca de 92% de sua área original. A Juréia é uma das mais importantes concentrações biológicas do mundo e possui parte do seu território de 80 mil hectares na cidade de Peruíbe. Abriga inúmeras espécies de animais e plantas, muitos, inclusive, ameaçados de extinção, como o macaco-prego, a anta e a jaguatirica. É objeto de estudo de pesquisadores de todo o planeta.

Um pouco de história
PeruíbeO nome Peruíbe é derivado da palavra indígena Iperuiybe, que significa “rio do tubarão”. Por este motivo o brasão da cidade é composto pela faixa prateada, que representa o Rio Preto, e o tubarão que dá significado ao nome do município.

Algumas versões diferentes sobre a origem do nome são apontadas e levantadas por historiadores. Uma delas é a saudação dos meninos indígenas que ao receber os portugueses diziam Pêro – Yba, que em Tupi significa “Seja bem vindo”.

Outros sustentam a hipótese de que a denominação estaria relacionada ao nome de um cacique da aldeia dos índios Pátria dos Tapuias, sendo seu principal cacique conhecido por Piriri Goa ObYg.

Turismo
Vale a pena visitar Peruíbe e conhecer suas diversas opções de turismo, locais marcados por uma incrível beleza natural.
Não deixe de conferir:

Praia do Costão
Localizada entre a encosta da Serra dos Itatins e a foz do Rio Preto. De singular beleza, com bica natural de água da Serra dos Itatins e um visual panorâmico admirável.

Praia da Barra do Una
Pode-se desfrutar de toda beleza oferecida pela Estação Ecológica Juréia- Itatins, observando rios, costões e lindas ilhas. Ótima para acampar, tem 2.150 m de extensão.

Praia do Guaraú
Está a 7 km de Peruíbe e tem 1.527 m de extensão. Possui rio, costão e ilhas. Ótima para pescaria.

Prainha
Com águas calmas, é ideal para pesca de arremesso, fotografias e contemplação. Existe nos costões rochosos desta praia um pequeno forte que, para muitos, ainda é misterioso. Seu acesso é pela estrada do Guaraú, altura do km 3.

Praia do Índio
Denominada também como Praia do Pesqueiro, fica entre o Costão e a Prainha. Seu nome deve-se ao fato de que, há alguns anos, um índio morava solitário numa fenda na rocha.

Praia do Caramborê
Localizada no interior da Estação Ecológica Juréia-Itatins, o acesso se dá através da estrada Guaraú – Una ou pela Trilha do Imperador. Sua extenSão é de 543 metros de areia batida e a largura média de 107,5 metros não possuindo ocupação de entorno. Águas mansas e esverdeadas.

Praias da Estação Ecológica Juréia-Itatins:

Guarauzinho
Possui areias finas e localiza-se após o Rio Guaraú. É utilizada apenas para pesquisas científicas e de educação ambiental.

Arpoador
Fica ao sul, após o Guarauzinho. Há uma base/alojamento para estudiosos e pesquisadores. O acesso é por trilha e se dá mediante autorização da Secretaria do Meio Ambiente.

Parnapuã
Seu acesso é feito por uma trilha após a travessia do Rio Guaraú, sua areia é fina e firme. Somente três famílias caiçaras residem no local, sendo que a sua utilização é apenas para pesquisas e educação ambiental.

Brava
PeruíbeTem 279 m de extensão e 59 m de largura média, sendo que a areia é fina e as ondas grandes e constantes. Apenas duas famílias caiçaras residem no local. O acesso também é por trilha após travessia do Rio Guaraú.

Desertinha
O acesso se dá pela Estrada do Una. Sua extensão é de 319 m, com largura média de 69m. A areia é fina e firme, apresentando ondas médias e constantes. Utilizada apenas para pesquisa científica e educação ambiental.

Juquiazinho
O acesso se dá através do Rio Guaraú. Com 1.310 m de extensão e 57,50 m de largura média, a praia tem ondas médias e areia firme e fina.

Ruínas do Abarebebê
Tombada pela CONDEPHAAT, é um patrimônio histórico e um marco da época da colonização. Virou símbolo da evangelização por ser a primeira igreja construída do Brasil, pelo Padre Leonardo Nunes, em 1530. Sua visitação é acompanhada por guias mirins.

Mirante da Torre de Retransmissão
Construído no topo do Morro dos Prados, na entrada da cidade, o Panorâmico de Peruíbe permite uma visão de 360º da região, abrangendo desde os contornos de Itanhaém até o Parnapuã, mais as ilhas de Queimada Grande e Pequena e as encostas da Serra do Mar. Do Mirante ergue-se a Torre de Televisão, com antenas receptoras e retransmissoras. Todo o conjunto arquitetônico é servido por estradinha, permitindo a visitação pública.
Museu de História e Arqueologia de Peruíbe

É um pequeno museu onde é possível ver peças e material ilustrativo da ocupação humana na região, nos últimos 6000 anos. (Localizado no Mirante da Torre de Retransmissão)

Bulevar Anchieta
Formado por calçadões, bancos e jardins, trouxe um novo aspecto ao centro da cidade, revitalizando-o. Ao mesmo tempo, racionalizou o sistema viário local, dando mais segurança e comodidade aos pedestres.

Estrada do Guaraú
Antigo Caminho do Correio do Imperador, por onde passavam os estafetas vindos da Corte, liga a parte central de Peruíbe a do Guaraú e dá acesso à Barra do Una, à corredeira do Perequê, à Cachoeira do Paraíso e à Estação Ecológica Juréia-Itatins. Seu trajeto tortuoso de 6 km revela cenas impressionantes das encostas do Morro dos Itatins e lindos panoramas do mar.

Perequê
Um dos pontos turísticos mais visitados de Peruíbe, as Corredeiras do Perequê estão no limite da Reserva Ecológica Juréia-Itatins e são uma pequena amostra da grandeza da nossa fauna e flora.

Chão de Pedra
Ateliê de produtos feitos em pedra e vidros, situado na estrada do Guaraú. Há um museu de geologia e criação de carpas. Ótimo para fotografias, é um local de excepcional beleza e misticismo.

Mercado de Peixes
Localizado junto ao trapiche de embarcações pesqueiras, na foz do Rio Preto de Peruíbe, pode-se adquirir frutos do mar fresquinhos a preços bem acessíveis. Excelente local para pescarias e passeios.

Estação Ferroviária
Inaugurada em 1914, gerou a primeira fase de progresso para Peruíbe, propiciando aos pescadores que enviassem seus pescados para fora do município e iniciando o turismo. Na década de 90 foi desativada para o uso de passageiros e trens de carga, mas suas linhas começaram a ser usadas novamente por trens cargueiros em 2000.

Sítios arqueológicos
Além das Ruínas do Abarebebê, a cidade possui outros locais de pesquisa como as Ruínas do Guarauzinho (local do escravista colonial Pêro Corrêa), Ruínas da Fazenda São João e Sítios Piaçaguera, na Área do Taniguá.

Feiras de Artesanato
Localizadas na Praça Ambrósio Baldim (Pça. Redonda – Centro) e na Praça Flórida (no Balneário Flórida). São ótimas opções de passeio e compras de artesanato local/indígena e pequenos objetos de lembrança.



teste